Prótese de Quadril | Dr. Marcelo GarzellaDr. Marcelo Garzella
 

Prótese de Quadril

Cirurgia que substitui a superfície articular do quadril por uma “prótese”.

 


QUANDO VOCÊ PODE SER UM CANDIDATO A ARTROPLASTIA DO QUADRIL ?

 

  • Quando a sua dor torna-se intensa e duradoura (até no repouso), lhe trazendo vários limites no dia-a-dia;
  • Quando você já tem dificuldade em pequenas caminhadas;
  • Quando ao avaliar seu Rx, o médico identificar uma evolução severa na artrose do seu quadril, podendo haver já alguma destruição articular;
  • Quando você já tiver uma perda importante da mobilidade do quadril, até pela própria dor;

 


EXPECTATIVAS REALÍSTICAS DA CIRURGIA

Toda artroplastia tem um “prazo de validade”, um tempo de uso. A grande maioria dos pacientes sente uma redução drástica na dor já na primeira vez que for caminhar. Nas próteses cimentadas você terá fixação plena e já poderá apoiar o membro operado com 24h da cirurgia. Atividades contra-indicadas: corridas, saltos, agachamento ou esportes de competição, atividades recomendadas: bicicleta, piscina, alongamento e musculação.

 


CUIDADOS ANTES E DEPOIS DA CIRURGIA

Avise seu médico sobre suas doenças (se houverem) ou se usa alguma medicação de rotina (qual?) bem antes da sua internação para a cirurgia.

Antes da cirurgia você deverá fazer exames de sangue, Rx, ECG com avaliação cardíaca, avaliação com anestesista e demais exames necessários. Todos estes exames deverão ser checados pelo seu médico e levados para o hospital no dia da cirurgia, pelo paciente.

Seu horário de internação e orientação quanto a alimentação antes da cirurgia (jejum) será informada pela minha secretária no dia anterior a cirurgia. Geralmente a anestesia é a raquidiana (na coluna), salvo alguma contra-indicação que você poderá discutir com o anestesista na consulta pré anestésica ou com seu médico.

A cirurgia deve durar um pouco mais de duas horas, depois você permanecerá algumas horas na sala de recuperação, indo para o quarto quando estiver estabilizado (pode ocorrer uma oscilação na pressão arterial nas primeiras horas após a cirurgia). Você deverá permanecer deitado de costas, com as pernas abertas, somente podendo elevar a cabeceira 8 a 12horas após a anestesia. Não poderá virar de lado ou fechar a perna operada.

A outra perna, assim como os dois tornozelos, você deverá movimentar ativamente assim que passar os efeitos da anestesia. Poderá ser necessário o uso de um dreno cirúrgico até o primeiro curativo, quando ele é retirado. Geralmente se usa uma sonda vesical para seu conforto e para o controle da urina. Poderá ser necessária a transfusão sanguínea no pós-operatório, isto será avaliado pela equipe médica.

Se a cirurgia tiver êxito você irá caminhar no segundo dia pós-operatório, orientado pelo seu médico. Se acontecer de inchar seus pés, usaremos uma meia elástica. Sua internação deverá durar de 3-4 dias, desde que não haja qualquer das complicações possíveis para este procedimento.

Na alta você poderá ir para casa de ambulância, estará usando um andador e levará todas as receitas de medicamentos (analgésicos, antiinflamatórios, anticoagulantes e outros necessários); ouvirá os cuidados necessários e o dia do retorno ao hospital para retirar os pontos (em média com 15 dias após a cirurgia).

Lembre-se de que esta é uma cirurgia de grande porte, com vários riscos, então tome todos os cuidados possíveis.

QUAIS AS COMPLICAÇÕES POSSÍVEIS, MAIS COMUNS

Embora de baixa incidência, a infecção e o tromboembolismo são os principais riscos. Usamos antibiótico e anticoagulante desde o ato cirúrgico até o momento necessário.

Prevenindo Infecções
Além dos cuidados médicos (no bloco cirúrgico, o uso de antibiótico, curativos apropriados e bom manejo clinico do paciente), O PACIENTE deve: avisar o medico se surgir “vermelhão” excessivo ou inchaço próximo a ferida cirúrgica; combater infecções de pele, urina ou outras, onde bactérias podem se deslocar pela corrente sanguínea até a prótese; avisar seu dentista e usar antibiótico antes de algum tratamento dentário, se necessário.

Prevenindo Tromboembolismo

Embora se use anticoagulante, este não elimina a possibilidade desta complicação; a mobilização precoce é um fator muito importante, por isto você será estimulado a caminhar o mais cedo possível; fique atento para inchaço e dor excessiva na perna(panturrilha) e no pé; se sentir dor no peito e falta de ar súbito, procure assistência médica imediatamente.

A prótese pode se deslocar, mas isto dificilmente ocorrerá se você seguir os cuidados que seu médico recomendar.

Lesões de vasos e nervos são de baixa incidência.


 

O QUE ESPERAR DO QUADRIL OPERADO

Uma dor leve (principalmente inguinal) lhe acompanhará em média por 3 meses, e a realização de exercício físicos orientados lhe ajudará nisto. Somente o fortalecimento muscular e o seu reequilíbrio irão restabelecer a maneira correta de caminhar; isto pode demorar algum tempo. Seu quadril poderá ser identificado em detectores de metal, avise os responsáveis. Tratando-se de um material sintético, ele sofrerá um desgaste com o uso, por isto é importante escolher uma boa prótese, ela estará dentro do seu corpo. Cuide bem do seu quadril, pratique exercício adequados, evite acidentes, visite seu ortopedista regularmente e aproveite com responsabilidade a sua “neo-articulação”.

O QUE AVALIAR QUANDO PENSAR EM FAZER A ATQ ?

Primeiro discuta com seus familiares sobre as suas dificuldades referente a doença, as possibilidades de tratamento que seu médico propôs, as possíveis complicações de um cirurgia e as reais expectativas de um procedimento deste porte. Deverá ser avaliado a idade do paciente, sua condição de saúde (sempre será feita uma avaliação clínica pré-operatório para estimar o risco da cirurgia), se já foram feitos outros tratamento (medicação, fisioterapia, exercícios…), e qual a intensidade da dor e da limitação funcional do paciente.  

SEUS CUIDADOS EM CASA

O curativo deve ser feito diariamente; você dever caminhar cada dia mais, ter períodos de repouso com a perna elevada, e se inchar muito sua perna avise seu médico pois poderá ter de usar uma meia elástica. A posição sentada é a menos aconselhável. Dois Cuidados IMPORTANTES: nunca sente em cadeira baixa, e também não cruze os joelhos. A dor (principalmente inguinal) lhe acompanhará em média por 3 meses, e a realização de exercício físicos orientados lhe ajudará nisto.
 

CLÍNICA ESPECIALIZADA EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

Sempre procure um bom profissional na hora de fazer sua cirurgia

Copyrights 2017 ® - Marcelo Garzella - Todos os direitos reservados Desenvolvido por